terça-feira, 27 de novembro de 2012

Frio e solidariedades algo congeladas

- Está-se aqui brrrrem!
 
Alô? Alô? Terra? Daqui Tamborim Zim, autêntico ice-cream dada a inclemência gelada que se abate sobre os nossos esqueletos. Espero que ainda não tenham o visor completamente congelado, e que por conseguinte vos seja dado ler estas mal traçadas linhas.
 
No meu cérebro cansado e pejado de estalactites e estalagmites, ainda consigo tecer um raciocínio: vi há pouco na TV que parece que, em certos pontos do País (Gaia foi o local citado), os cabazes de Natal estão a aumentar muito, assim como aumentam as necessidades. Ok, e tudo o que seja para ajudar vale. Mas que querem, embirro com solidariedades sazonais. E isto não é propriamente por não celebrar a quadra, e por nunca o ter feito - e por nunca o ir fazer. O problema do brilhozinho sazonal nos olhos é que parece que habitua as pessoas a que é normalíssimo lembrarem-se das necessidades, tristezas e apertos apenas em determinhadas alturas do ano. E não deveria ser. E os coleguinhas laborais, tão fofinhos uns para os outros com votos de tudo de bom e mais alguma coisa? Pura irritação.
 
Terra? Eu sei que o Outono-Inverno é um charme, mas que a pessoa sofre um pedaço e como que encolhe, é facto...

8 comentários:

Tétisq disse...

Há instituições a trabalhar todo o ano que nesta altura vêem duplicadas ou triplicadas as doações uma vez que as pessoas só com o espírito natalício resolvem partilhar...concordo, também me irrito com caridades sazonais...bjs

Tamborim Zim disse...

É vero. Mas tb gostava q houvesse recolhas mais vezes...E apelos, e assim.

Pagu disse...

Eu irrita-me os bonzinhos de Dezembro e nem vou falar nos colegas de trabalho que dão beijinhos e desejos porque senão a Tamborim não publica o meu comentário.

Mas o frio.....aqui morre-se de calor. E disso, não tenho saudades.

Tamborim Zim disse...

Ah, pois, como te entendo! kkkk E como bem sabes q isto aqui é um microcosmos de inusitada finesse!!! Ai o calor, põe o chapéu, põe o chapéu e o protetor!

Pagu disse...

Ohohohohoh...bota finesse neste blog único. Para mim, o melhor do mundo.

menina lamparina disse...

Também embirro com solidariedades sazonais. Muito. Não posso com elas.
No entanto, com o contacto que vou tendo com pequenos grupos de pessoas que localmente tentam ajudar famílias gravemente atingidas pela crise, amenizando algumas carências, começo a aperceber-me de que este Natal as coisas não vão ser fáceis para muito mais gente.
Os pedidos de ajuda multiplicam-se e as respostas são mesmo necessárias.

Ver um pai a chorar porque não sabe como fazer para ter bacalhau na mesa da consoada, ver uma mãe com vergonha de dizer que não sabe como irão os filhos reagir à ausência de presentes porque o Pai Natal ainda existe lá em casa, fez-me compreender que provavelmente, desta vez vai ser diferente. Desta vez faz sentido investir nesta quadra.

E continuará a fazer sentido (cada vez mais) estender o espírito solidário ao resto do ano. :*

Tamborim Zim disse...

:))**

Tamborim Zim disse...

Minha Pagu, mas qto grata! E c total isenção, n é? kkkkk ;))